Pré-Natal Odontológico

Cuidar da saúde bucal faz parte do rito diário da higiene pessoal, e todos sabem. O que talvez poucos lembrem é da importância em zelar por isso durante a gravidez. Neste período, a atenção com a saúde bucal da futura mamãe deve ser redobrada – até porque, um descuido pode, inclusive, provocar um parto prematuro. A saúde geral do bebê começa a se estabelecer na barriga da mãe.

“A boca é a porta de entrada para muitas doenças e, por isso, necessita ser tratada junto com a saúde geral da mulher. Logo, as gestantes devem procurar especialistas para fazer um pré-natal odontológico. Por meio dele, o profissional irá orientar e desmistificar crenças e preocupações sobre a gravidez e o tratamento dentário – visando, sempre, a saúde da mãe e bebê”, alerta o odontopediatra Luiz Evaristo Ricci Volpato, presidente do Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT).

Na gravidez, o organismo da gestante passa por uma grande variação hormonal – o que promove uma série de importantes alterações relacionadas à cavidade bucal. Entre elas, está a facilidade de desenvolvimento de gengivite, a hipossalivação e os enjoos matinais – que dificultam a higiene bucal. Tais alterações podem aumentar a incidência de cárie e desenvolver doença periodontal. Entretanto, ao tomar os devidos cuidados, pode-se evitar e ter controle sobre isso.

Bons hábitos de higiene bucal e uma alimentação saudável também são pontos de partida para uma gestação segura. Além de reduzir o consumo de açúcar, é essencial fazer a escovação correta após as refeições, usar o fio dental e o creme dental com flúor. Vale ressaltar que a gestação não é a causa direta de problemas bucais. Contudo, as alterações hormonais que ocorrem neste período podem favorecer condições pré-existentes e gerar desconfortos à mulher.

“Algumas complicações na boca podem acarretar no nascimento prematuro do bebê, como na periodontite – que consiste no processo inflamatório crônico dos tecidos localizados ao redor dos dentes. Nesse tipo de caso, a placa bacteriana presente é composta por microrganismos que podem migrar para a corrente sanguínea. Isso ocasiona a liberação de prostaglandinas (ácidos graxos com atividade hormonal), favorecendo a antecipação do parto”, explica Luiz Evaristo.

Prevenção

Para auxiliar na prevenção, o ideal é procurar um Cirurgião-Dentista e fazer um check-up da boca antes mesmo de engravidar. Essa é uma boa oportunidade para realizar a profilaxia dentária – tratamento que remove a placa bacteriana por meio de raspagem e polimento –, o que é bastante recomendado nessa fase. No entanto, tratamentos extensos e cirurgias invasivas, como implantes, devem ser programados para depois do parto. Durante a gestação, deve ser mantido o acompanhamento, retornando ao consultório a cada início de trimestre (ou no período aconselhado pelo Cirurgião-Dentista).

Fonte: 24 horas News

site desenvolvido por: Plus Biz